QUINTA-FEIRA

18 de Setembro de 2014

Centro Educacional Sapão

<< Voltar

Crédito: Cláudia Oliveira/CB/D.A.PressVocê acharia estranho se um aluno dissesse que estuda no Sapão? Se você morar no Núcleo Bandeirante não será novidade, pois se trata do CEF 01, uma escola modelo na área da preservação. Fundado em 1977, o colégio foi construído numa área de brejo e quando chovia as salas eram invadidas pelos sapos. Assim, o Centro passou a ser conhecido como Sapão e hoje está sob a vice-direção do professor Flávio Rodrigues Xavier (foto), que se orgulha de realizar esse trabalho com os estudantes e a comunidade. "Assim que passamos a trabalhar a preservação com os alunos o colégio mudou radicalmente. As pessoas ficam impressionadas com a limpeza, a organização e a conscientização que existe em nosso Centro", comenta Flávio. 

O projeto Revitalizando o Sapão, no qual o aluno vai para a escola no horário contrário - período que não tem aula - ajudar na preservação dos jardins, na pintura das paredes, na organização da biblioteca e na limpeza, é o ponto forte do colégio, mas existe outro trabalho, realizado com os alunos que ingressam no ensino fundamental, que faz toda a diferença. Crédito: Cláudia Oliveira/CB/D.A.Press"Recebemos alunos de cinco escolas classe e nossa preocupação se foca, principalmente, nos pais. Eles acham que agora que seu filho entrou na 5ª série/6º ano, ele saberá fazer suas tarefas sozinho, sem precisar de ajuda, mas não é bem assim. Juntamos todos os pais no auditório do colégio, no início das aulas, e mostramos que o aluno precisará de um acompanhamento especial, já que ele estará entrando na fase da pré-adolescência", explica Xavier. De acordo com o vice-diretor, esse trabalho inicial é de extrema importância, pois influenciará o aluno, até a 8ª série/9º ano. "Os alunos que se destacam são aqueles que seguiram direitinho a orientação dada. Recrutamos aqueles pais que já passaram pela experiência, para falar com esses "novos papais" e percebemos que quando a informação é passada de pai para pai, funciona, pois eles estão falando a mesma língua", informa. 

Outro projeto interessante do CEF 01 é o Venha ler conosco. Trata-se de uma atividade literária, na qual os amigos da biblioteca leem Crédito: Cláudia Oliveira/CB/D.A.Pressos livros, fazem um resumo e depois passam nas salas para conversar com os alunos. Eles contam parte das histórias e os convidam para visitar a biblioteca, na hora do intervalo. "Isso tem gerado um resultado muito positivo, pois é usada a mesma metodologia do "falar a mesma língua", de aluno para aluno. Eles passam a se interessar mais pela leitura e isso os leva, automaticamente, a escrever com frequência. O resultado desse trabalho é que em 2007 e 2008 dois alunos do nosso Centro, o Railson e a Ingrid, ganharam um concurso de redação, realizado em todas as escolas do Núcleo Bandeirante. Ambos receberam uma viagem para a Disney como prêmio. E não posso deixar de falar que participamos duas vezes do Soletrando, e em 2007, o estudante Kayki eliminou 31 escolas do DF e foi para a grande eliminatória no programa do Luciano Huck", enfatiza Flávio. 

O Sapão abriga, atualmente, 1.005 alunos, de 5ª a 8ª série/ 6º ao 9º ano, e sua estrutura física é composta por 15 salas de aula, um laboratório de informática com 12 máquinas, um laboratório de ciências, uma sala de recurso, auditório com capacidade para 95 pessoas, biblioteca, uma cantina comercial e uma da escola, duas quadras de esporte e um estacionamento. Tudo muito organizado. "Desde quando cheguei, percebi um crescimento na parte pedagógica e na parte da conscientização. Os alunos novos chegam com um pensamento de preservar e isso demonstra que nosso trabalho, realmente, dá certo.

No dia 22 de junho, o colégio recebeu os primeiros 45 exemplares do jornal Correio Braziliense e Flávio explica que a professora de português Maria do Socorro, que aplica a parte diversificada com os estudantes, começará a trabalhar na próxima semana com a produção, leitura e interpretação de textos, baseado nas matérias do jornal. Os docentes das outras disciplinas ainda estão se organizando e devem começar as atividades em 15 dias. "Vamos estimular a leitura das informações do jornal, e quando algum professor faltar, por algum motivo, trabalharemos aquela turma com cadernos específicos, visando determinada matéria, a exemplo de história, geografia e ciências. É um projeto que beneficiará nossos alunos e trará informações importantíssimas para a vida deles", conclui.

  • Galeria de Vídeos
    BLOG DA DAD
Enquetes

<< Voltar

O que você achou da aposentadoria de Ronaldo?
 
Links especiais, não apagar